lafepe-medicamentoslafepe-medicamentos

CTE amplia comissões no estado

A Central de Transplante de Pernambuco (CT-PE) dá mais um passo para ampliar suas ações no Interior do estado.  A CT-PE promove um curso de formação de coordenadores de Comissões Intra-Hospitalares de Doação de Órgãos (Cihdotts) para os hospitais Dom Moura, unidade da Secretaria Estadual de Saúde (SES), e o Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, da rede privada. O curso será dividido em duas partes: nos dias 12 e 19 de fevereiro.

A capacitação marca o início do funcionamento de comissões intra-hospitalares de doação de órgãos nesses hospitais. “Garanhuns obteve duas doações múltiplas de órgãos em 2008. Já existe uma sensibilidade das equipes das duas unidades para a doação”, explica a gerente de tecidos da CT-PE, Zilda Cavalcanti. “A legislação brasileira afirma que todo hospital com mais de 80 leitos deve ter uma comissão de transplante”.

As Cihdotts trabalham em regime de plantões diários nos hospitais e monitoram casos com potencial para doação de órgãos ou tecidos, além de fazer sensibilizações e treinamentos com funcionários dos hospitais para promover a doação de órgãos. Também são responsáveis pela documentação exigida para a doação e pela identificação de famílias que desejam fazer a doação.

Com as duas novas comissões, Pernambuco passa a ter 36 Cihdotts funcionando em hospitais públicos e privados. O curso abrange desde a legislação de transplante do Brasil à abordagem às famílias dos doadores. Nos dias 14 e 15 de abril, a CT-PE promove um curso de formação para coordenadores de Cihdott de todo o estado, no auditório do Real Hospital Português.

2008 – O número de transplantes de órgãos e tecidos em Pernambuco aumentou 24% em relação ao ano anterior. Em 2008, foram realizados 1.036 procedimentos, contra 837 registrados em 2007. Apesar do aumento, ainda existem 3.702 pacientes na fila de espera, aguardando pela doação. Os dados foram liberados pela Central de Transplantes, que desenvolveu, no ano passado, duas campanhas para alavancar o número de procedimentos no Estado.