lafepe-medicamentoslafepe-medicamentos

Prêmio CNI

O Laboratório Farmacêutico do Estado de Pernambuco – LAFEPE – conquistou o primeiro lugar no PRÊMIO CNI 2005, categoria \”Parcerias para Inovação Tecnológica\” , modalidade \”Universidade-Empresa\”, por meio do projeto \”A Pesquisa e Desenvolvimento de Medicamentos no LAFEPE\”.

O PRÊMIO CNI é o reconhecimento da Confederação Nacional da Indústria às empresas que buscam melhores resultados por meio da inovação e criatividade, com foco no desenvolvimento sustentável, designe, parcerias para inovação tecnológica e produtividade. Em mensagem enviada à Confederação Nacional da Indústria, o Senhor Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, destacou o prêmio conquistado pelo LAFEPE, observando que: \”Entre os justamente premiados, chamou-me a atenção a inclusão do Laboratório Farmacêutico do Estado de Pernambuco, instituição pública, fato a demonstrar que tanto o setor privado como o público podem ter organizações eficientes. É apenas questão de vontade, seriedade, estabelecimento de metas e determinação\”.

O PRÊMIO CNI 2005, na etapa nacional, foi dividido em quatro categorias e doze modalidades: Parcerias para Inovação Tecnológica – Universidade-Empresa; Instituto de Pesquisa-Empresa; Redes de Pesquisa-Empresa. Qualidade e Produtividade – Processo Produtivo; Produto; Micro e Pequena Indústria. Design – Gestão do Design; Design de Produto; Micro e Pequena Indústria. Desenvolvimento Sustentável – Conservação e Uso Sustentável da Biodiversidade; Produção Mais Limpa; Gestão Ambiental.

O diretor-técnico, Leduar Guedes, representou o LAFEPE na festa de entrega de prêmios, que aconteceu na sede da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro – FIRJAN – no Teatro do SESI. \”O LAFEPE na sua missão institucional promove o acesso da população ao medicamento. Com esta visão foi criada, em 1997, a Coordenadoria de Pesquisa e Desenvolvimento dentre suas metas promove parcerias com os Programas de parcerias com os Programas de Pós-graduação, publica trabalhos científicos e participa de eventos científicos relevantes.

Suas linhas temáticas envolvem as doenças negligenciadas, os anti-retrovirais, produtos biotecnológicos e medicamentos de alto custo\” , destacou o diretor-técnico, Leduar Guedes. Como resultado, o LAFEPE tem trabalhos realizados com várias universidades federais, os quais originaram vinte e uma dissertações de mestrado. Em andamento existem três projetos de doutorado e sete dissertações. Há também colaborações internacionais: Universidade de Santiago de Compostela e Universidade do Porto.

Os projetos recebem fomento do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq; da Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco – FACEPE; da Financiadora de Estudos e Projetos – FINEP e da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES.