lafepe-medicamentoslafepe-medicamentos

Redução para remédio da Aids

Matéria veiculada no Diario de Pernambuco – 05/07/2007 Brasília- O Ministério da Saúde anunciou ontem um acordo com o laboratório farmacêutico Abbott para reduzir em quase 30% o preço dos comprimidos do Kaletra, o segundo medicamento para Aids mais usado no país.

A redução vai representar uma diminuição de aproximadamente R$ 23 milhões por ano no programa de compra de medicamentos do ministério. Depois de anunciar, há dois meses, o licenciamento compulsório (quebra de patente) de outro anti-retroviral, o Efavirenz, do laboratório Merck, o governo divulgou ainda que está em negociação com outras duas empresas para redução de custos de outros produtos.

De acordo com o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, o ministério está fazendo um levantamento dos custos individuais de todos os chamados medicamentos excepcionais, remédios de alto custo financiados pelo governo federal. A intenção é comparar os preços cobrados do governo brasileiro pelos laboratórios e o que é cobrado em outros países.

O ministério abriu negociações com o laboratório Novartis sobre medicamentos para câncer e com o laboratório Brystol, que procurou por iniciativa própria o governo brasileiro para renegociar preços.