lafepe-medicamentoslafepe-medicamentos

Semana Santa Nutricionista dá dicas do que comer nesta época

aa

Peixes, chocolates, vinhos e preparações ao leite de coco são alguns dos alimentos mais consumidos durante a Semana Santa. Mas, antes de levá-los à boca, todos devem estar atentos às recomendações nutricionais para manter uma boa saúde e levar uma vida saudável. E a Secretaria Estadual de Saúde (SES) dá a dica de que alimentos devem ser consumidos nesta época do ano e de como aproveitá-los.

 

Os peixes são fontes ricas de proteínas, vitaminas e minerais, e sua gordura é mais saudável do que a das carnes vermelhas, apresentando uma melhor digestibilidade. Mas é preciso prestar atenção também ao lugar onde o pescado será comprado. “Uma dica prática para identificar a qualidade do peixe no momento da compra é pressionar o dedo polegar sobre ele. Se, ao retirar o dedo, for observado que ficou a impressão marcada sobre o peixe, recomenda-se não adquiri-lo”, orienta Rijane Barros, coordenadora de Segurança Alimentar e Nutricional.

 

Ela também informa que os peixes expostos por longo tempo à temperatura ambiente, como em mercados e feiras livres, estão mais susceptíveis à deterioração. “Neste caso, a dica é sair cedinho para fazer a compra”, ressalta. Já os pescados adquiridos na forma congelada devem ser degelados gradualmente na parte inferior da geladeira, por cerca de 24 horas, e preparados a seguir. “Evite recongelar o produto que foi degelado previamente”, diz a coordenadora Rijane Barros.

 

As preparações ao leite de coco, como quibebe, bredo e feijão de coco, entre outras opções, devem ser consumidas com moderação. Devido ao seu alto teor de gordura, essas comidas acrescentam muitas calorias ao cardápio e o excesso delas pode ocasionar diarréia. “Por ser uma boa fonte de gordura e, consequentemente de alto valor calórico, o leite de coco deve ser consumido com moderação, especialmente por indivíduos com sobrepeso ou obesidade”, fala Rijane Barros.

 

Igualmente ricos em gordura, os chocolates também devem ser consumidos com moderação. “Embora não possuam gordura saturada, eles concentram calorias vindas das demais gorduras e do elevado teor de açúcar que contém. Por isso, pessoas diabéticas somente devem consumir chocolates na versão ‘diet’ que, por definição, não contêm açúcares simples. Já a versão ‘light’ tem apenas redução das calorias totais, sem garantir o uso seguro para diabéticos”, orienta a coordenadora.

 

Já as bebidas alcoólicas, como o vinho, devem ser consumidas com moderação. “É preciso também prestar atenção que as mesmas substâncias antioxidantes contidas no vinho tinto podem ser encontradas nas uvas escuras e em seus sucos”, salienta a coordenadora Rijane Barros. “Na alimentação, como em tudo, vale bom senso e moderação”, acrescenta.